Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

20200601.jpg

 

A taxa de câmbio é uma medida importante para a economia. A relação entre o dólar e o real ajuda a balizar inúmeras questões, que vão desde o turismo, passando por importações e exportações, pelo saldo da balança comercial e até mesmo pela quantidade de envio e recebimento de remessas internacionais. 

 

Com a moeda americana em um patamar acima dos R$ 5,60 e um cenário incerto com variáveis, como a possível volta de guerra comercial entre Estados Unidos e China, a crise política no Brasil e a pandemia do novo coronavírus, é essencial buscar consultoria adequada na hora de realizar envio ou recebimento de dinheiro do exterior.

 

Em 2019, o dinheiro enviado pelos imigrantes instalados no Brasil representou quase US$ 3 bilhões, ou 0,2% do Produto Interno Bruto (PIB) do País. As estimativas do Banco Interamericano de Desenvolvimento dão conta de que entre 50% e 80% da comunidade de 1,2 milhão de brasileiros nos Estados Unidos envie dinheiro regularmente para parentes e amigos no Brasil. De acordo com a projeção, cada emigrante ajuda, em média, 1,2 famílias. Isso significa que entre 720 mil e 1,1 milhão de famílias brasileiras recebem periodicamente recursos do exterior, diretamente injetados na economia doméstica.

 

Além disso, muitos brasileiros enviam dinheiro para o exterior com frequência. Bruna Dayan, executiva de Negócios Internacionais do Banco Ourinvest, afirma que com o mundo globalizado é possível enviar, receber, investir, comprar, pagar, contratar serviços em qualquer parte do mundo, com a máxima agilidade. “Não há barreiras em possuir uma casa de veraneio no Algarve, em Portugal, ou um barco em uma ilha, ou até um cavalo em Londres. O mundo está livre de fronteiras nesse sentido”, afirma a executiva.

 

Seja para mandar recursos para filhos que moram fora do país ou para receber valores da família no exterior, as operações de envio ou recebimento de dinheiro do exterior são necessárias para a economia girar. Para ajudar a entender mais sobre esses processos, Bruna elencou alguns pontos importantes. 

 

“O Banco Ourinvest tem profissionais capacitados com mais de 20 anos na área de câmbio, que apresentam soluções rápidas e garantem que o cliente realize sua transferência internacional da maneira mais assertiva possível e com a melhor taxa de câmbio”, diz a executiva.

 

Confira os pontos principais na hora de realizar uma das transações a seguir:


1-Quais são as formas de enviar ou receber dinheiro do exterior?

 

Existem algumas maneiras de realizar envios e recebimentos de valores, como cheques, travellers cheques, via correio, ordem de pagamento. Porém é mais comum usar as transferências bancárias.

 

É importante lembrar que todos os formatos precisam ter um agente financeiro por trás para realizar as ordens de pagamento ou recebimento.

 

2-É possível fazer essas operações por conta própria?

 

Não é possível realizar as operações por conta própria. Sempre é necessário contratar uma instituição financeira que tenha esse produto disponível e siga as regulamentações do Banco Central.

 

3-É preciso ter uma conta no exterior?

 

Não é necessário que a pessoa que realizar a operação de remessa de valores tenha uma conta no exterior, uma vez que ela pode tanto enviar o montante para si, como para outra pessoa, pagar serviços, entre outros.

 

4-É preciso justificar as remessas ou recebimentos para a Receita Federal?

 

Sempre que se realiza uma transferência internacional, seja de envio ou de recebimento, é necessário registrar a natureza de câmbio a que ela se refere, ou seja, o motivo da operação. Isso já estará automaticamente registrado no contrato de câmbio. É importante ressaltar que sempre é necessário demonstrar a origem dos recursos, que já devem estar declarados no imposto de renda ou apresentados em documentos que sustentem sua origem.

 

5-Existe um volume máximo para as transações?

 

No Brasil não existe um limite mínimo, nem máximo. Existe a capacidade financeira de cada cliente, que é avaliada por meio do imposto de renda declarado anualmente.

       
       

Logo Horizontal Dourado

“O Grupo Ourinvest trabalha a Abordagem da Inovação Responsável,
buscando aperfeiçoar a cada dia os conceitos que fizeram com que
o grupo se destacasse nas últimas quatro décadas.”

Banco Ourinvest S.A. - CNPJ nº 78.632.767/0001-20
Edifício Ourinvest | Av. Paulista, nº 1.728
Bela Vista CEP 01310-919 - São Paulo - SP

Telefone: (55 11)
4081-4444
Atendimento ao Deficiente Auditivo:(55 11) 3171-3003
Ouvidoria do Ourinvest:
0800-603-4444 | 0800-775-4000

Assessoria de Imprensa: Agência Tamer

Gustavo Girotto gugirotto@tamer.com.br 

Victor Hugo Gonçalves Carvalho victor@tamer.com.br

 

googleplay